sexta-feira, 2 de novembro de 2012

O Ginasio Diocesano e sua Primeira Turma Conluinte


Fatos e Fotos que Fizeram a História de Esperança
 Foto do Antigo Prédio do Ginásio Diocesano de Esperança
Placa Comemorativa da Primeira Turma Concluinte Do Ginásio Diocesano de Esperança - 1.961

                            Concluir o Ginásio foi uma façanha para alguns e o tranpolin para galgar um emprego, naquela década em que tudo era dificil. Esperança não tinha nada em termos de possibilidade de emprego e renda. Quem terminasse o antigo curso ginasial que hoje é segunda fase do ensino fundamental, teria que sair para outra cidade maior, como Campina Grande, com o fim de concluir os estudos.

                           Era justamente isso o objetivo de jovem da década de 60, na nossa cidade: Concluir o o curso ginasial e fazer o curso de datilografia, se não seria incapaz de conseguir um emprego no comercio, numa agencia bancária ou concorrer a uma vaga em concurso público.

                          Voltemos ao assunto da primeira turma concluinte. Foi uma festa inesquecível, contando com a presença do governador Pedro Gondim e demais autoridades governamentais. A festa de conclusão do referido curso foi mesmo que a colação de gráu de um curso na universidade. 

                           O baile de formatura teve a apresentação do grande cantor internacional Gregorio Barrios e sua orquesta, no salão nobre do Ginásio. Mais de 50 pessoas concluiram o curso. Os homenageados foram o governador do Estado, o vice-governador, o Bispo Diocesano de Campina Grande, os fundadadores do antigo ginásio, Padre João Honório de Melo e Padre Manoel Plameira da Rocha , o deputado Francisco Souto Neto, o prefeito Arlindo Delgado, os professores Manoel Francisco da Costa ( Manoel Vieira), Heráclito Mendes, José Nivaldo e a professora Hermengarda Virgulino.

                           Foram os seguintes formandos da primeira turma concluinte do antigo Curso Ginasial:

                           Agostinho dos Santos, Anaides Galdino Meira, Antonio A. da Costa, Antonio de Pádua Tôrres, Adelina Araujo, Aldacy Maria de Araujo, Maria C. Rodrigues, Beetoven Batista, Benigna Consolata Duarte Meira, Berto Anízio Costa Creuza Batista, Dalvina Ferreira, Djarbas Bezerra Cavalcante, Edmilson Nicolau da Costa, Ediana D. Costa, Elizabeth Costa, Eusete G. da Silva, Francisco Cândido Filho, Francisco Marcos Bezerra, Alice Cesária da Conceição, Iracema Maria Nascimento, João Batista Leal da Silva, José Luiz do Nascimento, José Tôrres, João Bosco Meira, João de Souza Lira, Lúcia Maria Meira, Maria A. da Costa, Maria B. de Luna, Maria do Carmo Batista,  Maria do Carmo Cândido, Maria da Costa Lima, Maria Gomes Rocha, Maria de Lourdes Câmara, Maria de L. S. Pereira, Maria C. Lima, Margarida Andrade do Amaral, Nady Costa, Raimunda Ferreira de Lima, Tarcílio Soní Mendes, Terezinha C. Bezerra, Terezinha de Jesus Duarte Meira, Pedro Leal da Silva e Valdenoura S. Dias. A data precisa da conclusão do Curso foi 10 de dezembro de 1.961. (Colaboração do Bloguer História Esperancense)

Nenhum comentário:

Postar um comentário